Por Robert Preidt

HealthDay Reporter

QUINTA-FEIRA, 5 de julho de 2018 (HealthDay News) – Menos de 10 por cento das mulheres mais velhas que congelam alguns dos seus óvulos como seguro contra declínios relacionados com a idade na fertilidade acabam por usar eles para tentar engravidar, mostram novas pesquisas.

O estudo incluiu 563 mulheres que tiveram óvulos congelados entre 2009 e 2017 em um grande centro europeu de fertilidade. Em média, as mulheres tinham 36 anos.

Apenas 7,6% dessas mulheres voltaram a descongelar seus óvulos e tentar engravidar, de acordo com o estudo. Destes, apenas um terço teve sucesso.

O estudo foi apresentado terça-feira na reunião anual da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia (ESHRE), em Barcelona, ​​Espanha

A maioria das mulheres que não Voltaram para descongelar seus óvulos tinha encontrado um parceiro com quem perseguiu a maternidade, de acordo com o autor do estudo Michel De Vos, do Centro de Bruxelas para Medicina Reprodutiva na Bélgica.

Ele disse que um número crescente de mulheres idosas nos Estados Unidos e A Europa estão tendo seus óvulos congelados, mas aqueles com mais de 35 anos precisam ter expectativas realistas.

“A qualidade do óvulo diminui acentuadamente com a idade e as taxas de sucesso serão inferiores a 33% em mulheres que congelam seus ovos além dessa idade”.

Outro problema relatado para não descongelar o óvulo é o medo de engordar e não conseguir voltar, mas tem solução o emagrecer após a gravidez.

Pesquisa apresentada em reuniões é tipicamente considerada preliminar até ser publicada em um periódico revisado por pares

WebMD News da HealthDay

 

Fontes

FONTE: European Society of Human Reproductio n e embriologia, comunicado de imprensa, 3 de julho de 2018


Copyright © 2013-2018 HealthDay. Todos os direitos reservados