COVID-19 na gravidez, piores resultados da cesariana

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Por Steven Reinberg

HealthDay Reporter

Quinta-feira, 11 de junho de 2020 (HealthDay News) – Mulheres grávidas com COVID-19 que fazem parto por cesariana podem estar em maior risco de complicações que afetam a eles e a seus bebês, sugere uma nova pesquisa.

O estudo se concentrou em 82 mulheres com COVID-19 – quatro delas com sintomas graves – que deram à luz em hospitais na Espanha. Trinta e sete mulheres foram submetidas à cesariana (cesariana), incluindo oito como resultado direto de problemas com o COVID-19.

Quase 30% dos bebês entregues por cesariana tiveram que ir para a unidade de terapia intensiva neonatal, em comparação com menos de 20% dos bebês entregues por via vaginal, descobriram os pesquisadores.

“A cesariana deve ser feita somente quando houver indicação fora da COVID”, disse o Dr. David Baud, da unidade de pesquisa materno-fetal e obstétrica do Center Hospitalier Universitaire em Lausanne, Suíça.

Baud disse que uma cesariana não deve ser realizada apenas porque a mãe tem COVID-19 ou para impedir a transmissão do vírus ao bebê.

Os riscos associados à cesariana aumentam quando a mãe tem COVID-19, acrescentou. O estudo constatou que as mulheres que tiveram uma cesariana eram mais propensas a acabar na própria unidade de terapia intensiva. Eles também eram mais propensos a serem obesos, precisando de oxigênio quando entraram no hospital e a ter radiografias torácicas anormais.

Nenhuma das mães que tiveram parto vaginal desenvolveu problemas médicos graves, enquanto quase 14% que tiveram cesariana tiveram que ir à UTI.

Cinco por cento das mulheres que tiveram parto vaginal viram seu COVID-19 piorar, em comparação com 22% que tiveram uma cesariana, segundo o relatório.

Leia Também  Outro perigo vaping: bocas menos saudáveis

Não se sabe se COVID-19 pode ser passado para um bebê no útero, mas este estudo pode lançar alguma luz sobre a possibilidade.

Dos 72 recém-nascidos testados para COVID-19 dentro de seis horas após o nascimento, 4% foram positivos para o vírus. Repita o teste após 48 horas e constatou que todos foram negativos. Nenhum desses bebês desenvolveu sintomas de COVID-19 em 10 dias, disseram os autores do estudo.

No entanto, dois bebês nascidos por cesariana desenvolveram sintomas de COVID-19 em 10 dias. Ambos tiveram contato com os pais imediatamente após o nascimento, disseram os pesquisadores. Os sintomas foram resolvidos em dois dias.

Contínuo

O Dr. Adi Davidov, presidente associado de obstetrícia e ginecologia do Staten Island University Hospital, em Nova York, revisou os resultados do estudo.

Ele disse que “não é surpreendente que as mulheres que necessitaram de cesárea tenham resultados piores”.

As mulheres que têm COVID-19 e precisam de uma cesariana geralmente ficam muito mais doentes, disse Davidov. Faria sentido que seus resultados fossem piores.

Embora os autores tentassem controlar muitos fatores, ele disse que é quase impossível controlar todas as variáveis ​​desse tipo de estudo observacional.

“Apesar dessas variáveis ​​confusas, é seguro dizer que sempre que possível, o melhor modo de parto é vaginal. Isso é verdade para mulheres que têm COVID-19 ou não”, disse Davidov.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Os resultados foram publicados on-line em 8 de junho como uma carta de pesquisa no Jornal da Associação Médica Americana.



cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
Post criado 1388

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo